sábado, 27 de outubro de 2012

Não sei a que propósito abri esta pagina para escrever. Apetece-me depositar palavras , transmitir aquilo que o órgão mais importante na vida de cada um sente. E sinto-me frágil. Frágil mas segura , como se uma ancora estivesse constantemente a fazer com que eu seja terra-a-terra. Estou com forças suficientes para lutar por aquele amor , coragem para cometer loucuras , matar saudades , beijar a meio da frase , dizer que amo , persistir e conseguir. Mas sei que, depois de terminar de depositar o meu coração em palavras, vou pensar e perceber que obstáculos estão para vir, e que a vida é muito curta para esperar.

2 comentários:

  1. ainda bem qe tmb gostas-te do meu.
    podes-me dizer o nome da tua musica 1 é qe é perfeita, adorei

    ResponderEliminar